O curso

 

Áreas de atuação:


O turismólogo é capacitado a realizar atividades em empresas turísticas, relacionadas a eventos, meios de hospedagem, gastronomia, patrimônio, agenciamento, processos de gestão e intervenção no espaço em que estão inseridas atividades afins. Há também a opção de atuação na área acadêmica de pesquisa, pós-graduação e docência.

 

Modalidade: bacharelado
Duração: 8 semestres
Vagas: 35
Turnos: vespertino e noturno
Campus: Morro do Cruzeiro – Ouro Preto/MG

PROJETOS

 

EXTENSÃO

 

1

Laboratório de Agenciamento Turístico Receptivo: Centro de Atendimento ao Turista de Ouro Preto (CAT-OP)

Os receptivos turísticos são responsáveis pelo contato inicial do visitante no destino/atrativo. Neste sentido propõe-se a criação de um laboratório de agenciamento turístico, com ênfase no receptivo: o Centro de Atendimento ao Turista em Ouro Preto (CAT-OP), coordenado pelo curso de Turismo (DETUR) da Universidade Federal de Ouro Preto. A metodologia inclui revisão bibliográfica, treinamento e receptivo turístico público, bem como aplicação de entrevistas estruturadas qualitativa-quantitativas (registro de visitantes, fluxo turístico e inventário da oferta turística) em terminais de transportes. O projeto-piloto do "CAT-escola" se iniciou no dia 12/08/2015 no Terminal Rodoviário 8 de Julho, localizado na Rua Padre Rolim, 661, São Cristóvão, em Ouro Preto (MG), funcionando todos os dias (incluindo fins de semana e feriados), das 7h às 17h. A gestão compartilhada se dá por meio de termo de convênio com a Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio (SETIC)/Prefeitura Municipal de Ouro Preto (PMOP) sob responsabilidade da UFOP (treinamento e atendimento) e da PMOP (infra-estrutura e segurança/manutenção) a coordenação. Através da informação embasada espera-se que o estudante de Turismo e cursos afins da UFOP aprendam o fazer-saber e o visitante tenha um melhor atendimento quanto às informações turísticas, contribuindo para a sustentabilidade do turismo. Sobressai-se ainda o viés com o trade turístico no ato público do informar (quantitativo) e não do indicar (qualitativo), complementando o guiamento e agenciamento turístico, atividades privadas. Atualmente o CAT-OP conta com equipe voluntária e multidisciplinar composta por professores e alunos da UFOP, e Turismólogos, Estatístico e Agente Administrativo da PMOP.